Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Lêca propõe implantação de Casa de Abrigo a mulheres vítimas de violência

Lêca propõe implantação de Casa de Abrigo a mulheres vítimas de violência

por Ascom publicado 13/04/2016 13h48, última modificação 13/04/2016 13h48
Para o vereador, a Casa deve contar com atendimento psicossocial e também deve atuar para encaminhar as mulheres e seus filhos aos serviços existentes na cidade
Lêca propõe implantação de Casa de Abrigo a mulheres vítimas de violência

Kennya Victor

Por: Heliana Oliveira 

 

Segundo dados da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR), o Brasil registrou nos dez primeiros meses de 2015, 63.090 denúncias de violência contra a mulher. Entre estes registros, quase metade (31.432 ou 49,82%) corresponde a denúncias de violência física.

Essa também é uma triste realidade de mulheres gurupienses. Muitas não denunciam por medo, ou, porque dependem financeiramente do companheiro não tendo nem para onde se mudar ao afastar-se do parceiro. Pensando em minimizar essa opressão, o vereador Erley Brito “Lêca” (PSB), na sessão desta quarta-feira, 13, solicitou ao executivo que implante uma ‘Casa de Abrigo e Acolhimento da Mulher’ para acolher por até três meses mulheres em situação de violência doméstica. Conforme o requerimento, o local deve ser apropriado para, inclusive, receber a mulher acompanhada dos filhos menores de 18 anos.

Para o vereador, a Casa deve contar com atendimento psicossocial e também deve atuar para encaminhar as mulheres e seus filhos aos serviços existentes na cidade como: creches, escolas, e programas de qualificação profissional.

O vereador destaca que em Gurupi há vários casos de violência e de opressão de gênero e essas mulheres precisam ter no poder público uma assistência. “Pretendemos com esse requerimento promover a segurança das mulheres, fortalecer sua autoestima e trabalharmos para a construção de um novo projeto de vida livre da opressão de gênero”, pontua.