Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Vereador Ivanilson Marinho acompanha OAB e Assembleia nas visitas ao sistema prisional

Vereador Ivanilson Marinho acompanha OAB e Assembleia nas visitas ao sistema prisional

por Ascom publicado 29/11/2016 12h35, última modificação 30/11/2016 11h35
O vereador comentou que fica preocupado com o tratamento sub-humano que o Estado oferece ao detento

Por: Heliana Oliveira


Nesta segunda-feira, 28, o vereador Ivanilson Marinho, representando o Legislativo de Gurupi, acompanhou a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e a Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa presidida pela deputada Luana Ribeiro, nas visitas ao sistema prisional da cidade. O grupo visitou Casa de Prisão Provisória, Centro de Reeducação Luz do Amanhã, Centro de Internação Provisória de Gurupi (Ceip- Sul) e o 2º Distrito Policial.

Durante as visitas o grupo conversou com o reeducandos que expuseram algumas reivindicações como a superlotação, a baixa qualidade na alimentação, a falta de ventilação nas celas. Na CPP as celas contam com 12 pessoas, o que está bem acima da capacidade. Conforme a Lei de Execuções Penais, cada preso deve ficar num ambiente de 6m². Na CPP há um sistema de monitoramento por câmera que foi implantado através de doações do empresariado.No Ceip Sul estão 28 adolescentes, sendo que 15 são de Gurupi e 13 de outras comarcas. No local, segundo servidores, os menores têm várias atividades como aulas, gincanas e práticas esportivas, porém no momento não está havendo nenhum curso profissionalizante.

No Centro de Reeducação Luz do Amanhã, onde houve três assassinatos na madrugada desta segunda-feira, o clima é de tensão. Atualmente o local conta com 38 agentes, sendo que destes apenas 15 são concursados, ou seja, os demais não têm capacitação para atuar no local. Porém o diretor do Centro, Paulo Sergio Vieira, está otimista com a possibilidade da posse dos aprovados do concurso da Defesa Social, que já realizam o curso de formação.

O vereador comentou que fica preocupado com o tratamento sub-humano que o Estado oferece ao detento. “Vimos um sistema combalido, onde o preso não tem o mínimo de dignidade, assim como os servidores. Ficamos tristes em ver esta situação, pois essas pessoas cometeram crimes, mas elas devem pagar por esses crimes de forma digna e é obrigação do Estado oferecer essa dignidade e isso não tem sido feito e é o que nos preocupa como cidadão”, argumentou completando que essas visitas são positivas e que espera que o Governo se sensibilize.

O presidente da Subseção de Gurupi, Albery Cesar de Oliveira, comentou que o governo conhece as necessidades do sistema prisional da região Sul, pois todos os problemas já foram apontados em relatórios após as audiências públicas realizadas pela Subseção e agora a expectativa é que com a vinda da Comissão da Assembléia possa haver uma maior sensibilização para a solução dos problemas. “O Governo não se preocupa em nível de orçamento com a segurança pública. Já deixamos as reivindicações com o governador e agora vamos renovar e vamos insistir até que sejamos atendidos”, afirmou.

Participaram das visitas o presidente da Seccional, Walter Ohofugi; presidente da Subseção, Albery Cesar de Oliveira; o juiz da Vara de Execuções Penais, Ademar Alves Filho; a presidente da comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa, deputada Luana Ribeiro,  o promotor Reinaldo Koch Filho, o delegado do 3º Distrito Policial, Jacson Ribas, o conselheiros federais da OAB, Adilar Daltoé e José Alves Maciel, e o advogado Cesar Oliveira. (Com informações da Ascom da Subseção de Gurupi).