Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Vereador quer aplicação de multa a quem realiza trote para o Samu

Vereador quer aplicação de multa a quem realiza trote para o Samu

por Ascom publicado 23/05/2016 13h30, última modificação 23/05/2016 13h32
A multa prevista será de R$ 1 mil por cada trote realizado.

Por: Heliana Oliveira                                                 

O Serviço de Atendimento Móvel (Samu), que realiza assistência de urgência e emergência, prestando atendimento no local do ocorrido, ainda é vítima de inúmeros trotes. Muitas vezes os profissionais saem da sede, após receber uma ligação, e quando chegam ao local informado não há nenhuma solicitação, ocasionando prejuízos e muitas vezes impedindo atendimento a quem realmente  necessita. Segundo dados da Samu, nos últimos cinco anos foram registrados 9.120 trotes, sendo que somente em 2015, foram 1.704. Os números vêm caindo devido às campanhas de conscientização, mas é importante esse fato deixar de ocorrer, porque uma “brincadeira” pode ocasionar atraso no atendimento a quem realmente necessita.

Pensando em coibir essas atitudes, o vereador Gleydson Nato, apresentou um Projeto de Lei que estabelece a aplicação de multas contra os praticantes de trotes. No Samu, os números ficam registrados e conforme o PL, o Samu encaminhará o relatório com os números às empresas telefônicas que deverão informar o nome do proprietário da linha.

O projeto diz que, identificados os proprietários das linhas telefônicas, serão enviados relatórios ao órgão competente que adotará medidas cabíveis.  Segundo o vereador, a multa prevista será de R$ 1 mil por cada trote realizado.

“Quanto menos trotes, mais vidas poderão ser salvas. Essa lei é muito importante para o bom andamento dos atendimentos do Samu porque os trotes prejudicam bastante o atendimento àqueles que realmente necessitam”, argumenta o vereador.